Molécula do Dia - Grafeno

Facebook

A molécula de hoje é o grafeno.

O GRAFENO é uma forma alotrópica do carbono. Na molécula do GRAFENO, salienta-se:
•anel de 6 membros, formado apenas por átomos de carbonos numa longa rede, semelhante a um favo de mel (totalmente planar).

O grafeno, uma forma alotrópica de carbono, assim como o diamante, a grafita e o fulereno, se estrutura como uma folha planar de átomos de carbono (em hibridação sp2), densamente compactados e com a incrível espessura de apenas um átomo de carbono. Sua estrutura é cristalina hexagonal, bidimensional, semelhante a um favo de mel.A ligação carbono-carbono é da ordem de 0,142 nanômetros (1 nm= 10-9 m). Devido a sua alta compactação, estima-se que o empilhamento de 3 milhões de folhas de grafeno deve ter apenas 1 milimetro de espessura.

Foi descoberto em 2004, no Centro de Nanotecnologia da Universidade de Manchester. Os cientistas Konstantin Novoselov e Andre Geim foram agraciados com o prêmio Nobel, em 2010, pelos estudos revolucionários com o grafeno. O grafeno é praticamente transparente e um ótimo condutor de calor, o que o torna muito útil para a produção de telas táteis e painéis luminosos.Pode ser combinado com plásticos transformando-os em revolucionários condutores, mais resistentes frente ao calor e aos choque mecânicos. Embora tenha espessura ultra fina, considera-se que seja 200 vezes mais resistente que o aço. Apesar de altamente promissor para a obtenção de novos materiais, o grande obstáculo para seu uso industrial ainda é o altíssimo custo de produção.

<Moléculas Anteriores>

Fonte: Química Nova Interativa

 

Notícias

Destaques